Exibimos propagandas pois acreditamos que todo aquele que produz conteúdo e compartilha conhecimento merece uma fatia da enorme riqueza gerada pela internet.

Elf e uma loja nova

Já fazia um certo tempo que eu não comprava discos. Ainda mais novos... Mas umas semanas atrás li uma reportagem sobre uma loja de discos da Dinamarca que teria um bom acervo, e o melhor de tudo, preços acessíveis. Bom, como a vontade de garimpar diminui mas nunca morre, decidi dar aquela vasculhada no acervo. Tem bastante coisa, mas eu só iria finalizar algo que me roubasse o coração. Pois ele foi roubado quando vi ali os primeiros discos do meu adorado melhor de todos os tempos Ronnie James Dio. O primeiro Elf eu já tenho, então mandei ver nos outros dois. E os preciosos chegaram hoje. Lindos, cheirosos! Por apenas 300 e poucos reais, já com o frete. Bom demais. Valeu IMusic!

La Sexorcisto - White Zombie

Finalmente de volta para a coleção. 🙌 Foi nesse disco que o groove pesado se mostrou pra mim pela primeira vez. Minha banda Mutating Engine tocava Thunder Kiss. Uma pena que o Rob Zombie não reúna a galera pra reviver esse poderoso zumbi.

Rock Vol. 2 - Raul Seixas

Essa coletânea do Raul é primorosa. A Antena 1, responsável pela seleção de repertório, acertou na mosca. Gustavo Maldonado também não ficou atrás com a capa. Tudo isso em 1986 mas soando que é uma beleza por aqui. 🙌

Ronald Padavona, o Dio

Na ordem da minha coleção existe apenas um artista que transcende o fato da gravação ser uma banda ou carreira solo, o saudoso Dio. 

Na minha parede do rock todos os discos que ele participa estão juntos. Não importa se normalmente estaria no R de Rainbow, ou no B de Black Sabbath, ou no D do nome do próprio monstro. Ficam todos juntinhos porque pra mim ele foi o melhor cantor que já passou pelo mundo do rock.

Que esteja em paz.
🤘

Ah, os japoneses

O começo de tudo foi em uma vitrolinha básica e antiga do meu pai. Depois muitos anos com um 3 em 1 Philipis que ganhei de presente do meu velho quando passei no vestibular, já com um aparelho de CD junto. Mas tarde, já com família formada fechei meu set com toda base Gradiente, menos o toca discos da Technics. Agora chegou a hora de avançar, e consegui montar um set quase puro sangue japonês. Peguei um receiver, toca fitas e caixas da Sony, todos fabricados na ilha do sol nascente. É uma qualidade indiscutível. Parece que passei de fase. Muito feliz com o momento!

Ritchie Blackmore's Rainbow





É difícil dizer se o encontro mais poderoso foi do Dio com o Blackmore ou com o Iommi. Com o segundo o melhor disco foi feito (H&H), mas com o primeiro tinha algo de grandioso. Pegar aquele Elf só pra ele deixou Ritchie em vantagem, com uma banda já entrosada. São três discos muito perfeitos. E essa abertura dos trabalhos não poderia ser melhor.