Exibimos propagandas pois acreditamos que todo aquele que produz conteúdo e compartilha conhecimento merece uma fatia da enorme riqueza gerada pela internet.

Excelsior A Máquina Do Som Vol. 7

Essa coletânea lançada em 1978 não é de metal, mas tem duas referências interessantes com o estilo. Em pegadas muito diferentes quando executadas com peso. O que mais legal é a diferença nos estilos de voz. Se um prima pela afinação e a limpeza, o outro abusa da agressividade e distorção, exatamente como deveria ser. Duas ótimas músicas que estão no meu playlist. 


A primeira é a música Whutering Heights, escrita e gravada em 1977 pela cantora britânica Kate Bush. Nesse disco a canção está na sua versão original. Mas essa mesma composição foi regravada em 1993 pela banda brasileira de metal Angra, fazendo parte do disco Angels Cry. Primeiro a original, claro. Depois uma versão muito bem executada pelos brazucas.

A segunda referência é a música In-A-Gadda-Da-Vida. Lançada em 1968 pela banda Iron Butterfly, ganhou uma versão pesadíssima do Slayer em 1987, e fez parte da trilha sonora do filme Less than Zero (Abaixo de Zero no Brasil). Na coletânea da Som Livre ela é executada por Julia Keen & Pinupstick. Sinceramente, nunca ouvi falar... Vamos primeiro a ela, e depois para a pancadaria.


4 comentários:

  1. Respostas
    1. Como é que tu nunca tinha ouvido essa cover do Slayer?
      :-/

      Excluir
  2. Bacana. Gosto muito dos lançamentos da Som Livre. As novelas - principalmente - deram margem a ótimas coletâneas de músicas de rádio em todas as décadas. Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Tenho trilhas de novela que eu achei que venderia fácil mas já estou reconsiderando...

      Excluir