Exibimos propagandas pois acreditamos que todo aquele que produz conteúdo e compartilha conhecimento merece uma fatia da enorme riqueza gerada pela internet.

Os discos que mudaram tudo para mim

Creio que para a maioria das pessoas é muito fácil afirmar que odeia algum estilo musical. Para alguns pode ser uma espécie de defesa. "Como eu um rockeiro na essência posso afirmar que gosto de uma música sertaneja!" Para outros nem vale a pena o esforço de captar o sentido de uma distorção mais forte. "Não é possível que alguém possa ouvir essa barulheira e não gostar de samba." Fora aqueles que repetem mantras de preconceito "Funk / punk é um lixo!". 

Mas a verdade é que quando estamos abertos a descobrir novos sons, melodias, interpretações, um mundo novo se abre a nossos ouvidos. Quando aparece uma música de um estilo daqueles dos quais, de partida, afirmamos que não gostamos, é sinal que algo precisa ser revisto. Eu lembro bem cada vez que algo sussurou (ou gritou) nos meus ouvidos: ei, tem coisa boa por aqui. 


Tentei condensar na imagem abaixo os discos que mais me trouxeram esses momentos. Claro, alguns são de estilos repetidos pois são os mais fortes pra mim, e isso faz com que minha ecleticidade não esteja totalmente refletida aí. Gosto de algumas músicas sertanejas, várias nativistas, um bocado de clássicas, muito e jazz, samba e por aí vai. Só que para alguns desses estilos não consigo indicar obras completas. Os registros que batem no coração são mais restritos.

E só me faltam 4 deles pra ter todos naquele formato lindo...







Nenhum comentário:

Postar um comentário